Retinopatia Diabetica Principais Sintomas e Relação com essa Doença Crônica

Insulina: O que é?

A insulina é um hormônio muito importante para o nosso organismo, ela é produzida pelo pâncreas e entre suas funções, a mais importante é transportar o açúcar que está no sangue para as profundidades das células, convertendo-as em energia.

Os diabéticos sofrem com a falta de insulina ou com a sua incapacidade de desempenhar seus devidos efeitos, fazendo com que a glicose (açúcar no sangue) aumente.

O hormônio em si, faz com que aconteça a redução do açúcar no organismo fazendo com que ele penetre nas células, porém a insulina alta pode fazer com que as células se tornem resistentes aos seus efeitos trazendo varias complicações para o corpo como a retinopatia diabetica.

Veja mais no tópico a seguir sobre o excesso desse hormônio do organismo:

Insulina Alta

Como já vimos à insulina ajuda a glicose penetrar nas células do organismo, porém quando isso não acontece, ela fica acumulada na corrente sanguínea, elevando os níveis de insulina e deixando o açúcar no sangue.

Com a insulina alta acontece um bloqueio ao acesso da gordura do corpo, que era para ser transformada em fonte de energia, porém elas ficam acumuladas podendo trazer complicações como a obesidade, câncer e doenças cardíacas.

O excesso desse hormônio ocasiona também a sensação de fome constantemente e te faz consumir mais calorias, criando um ciclo vicioso e deixando sua saúde em risco.

Quando você consome alimentos que produzem muita insulina como as massas e os pães, não só aumenta o armazenamento da gordura em seu corpo como também aumenta a produção deles, os famosos triglicerídeos, obstruindo suas artérias e causando doenças.

Além disso, a insulina alta também estimula o fígado a produzir alto índice de colesterol.

Insulina Basal

A resistência insulina é uma situação que ocorre quando as células do nosso organismo não correspondem como deveriam a presença desse hormônio no corpo e acabam precisando cada vez mais de insulina para absorver o açúcar no sangue.

Ou seja, se anteriormente ela conseguia utilizar uma insulina para absorver três glicoses agora irá precisar de duas insulinas para absorver essas mesmas três glicoses, com isso acaba sobrecarregando as células, que não produzem o hormônio suficiente acarretando a diabete tipo 2.

A insulina basal é um exame feito em jejum com a proposta de indicar se você tem resistência à insulina ou não, ele mostra a quantidade de insulina que o pâncreas produz em condições basais, ou seja, em jejum e repouso de 12 horas.

A normalidade do nível de insulina basal está entre 5 e 25 unidades / ml, acima disso significa que as células do corpo irão precisar cada vez mais de uma quantidade maior de insulina para responder a responsabilidade do hormônio, que é transportar a glicose para as células.

A insulina basal tem sido uma ótima proposta para indicar a resistência à insulina, devido a sua fácil analises em clinicas.

Esse processo é conhecido como a insulino resistência, que são os primeiros passos para quem tem grandes chances de adquirir a pré-diabetes e a diabetes.

Retinopatia Diabetica

Para as pessoas que já possuem diabetes, é importante ficar sempre em alerta, pois essa doença aspira condições que merecem cuidados devido às complicações que ela pode causar, sendo uma delas a retinopatia diabetica.

Pessoas que possuem a diabetes e não tratam a doença podem ser afetadas por esse problema de saúde que consiste em uma complicação na retina, que é responsável por proceder às imagens e encaminhá-las para o cérebro, com isso os vasos sanguíneos são danificados criando edemas nos olhos.

retinopatia diabetica

Essa doença silenciosa pode causar cegueira e não está relacionada a idade, pois qualquer portador de diabetes pode desenvolver a retinopatia diabetica caso não trate a doença, porém quanto mais tempo o individuo for diabético, maior a chance de afetar a sua visão com esse problema.

Os sintomas começam com a visão turva e embaçada, ou mancha de sangue dificultando a enxergar, é importante manter suas visitas ao medico ativas para que descubra a doença antes mesmo dela se manifestar.

Remédios para Diabetes

remedios para diabetesOs remédios para diabetes são usados com o objetivo de controlar a doença, entre os mais comuns estão à insulina e os comprimidos hipoglicemiantes que são ingeridos oralmente para reduzir e/ou controlar os níveis de açúcar no sangue do paciente.

Esses medicamentos além de ajudar a manter a doença controlada também evita a complicação e o desenvolvimento da diabetes para outras doenças como, por exemplo, a retinopatia.

Esses remédios para diabetes devem ser receitados por um medico especialista, pois cada medicamento varia de acordo com o tipo de diabete, com a gravidade da doença e a idade.

– Diabetes tipo 1: Nesse tipo de diabetes o tratamento indicado é a injeção de insulina, pois o pâncreas não produz a quantidade desse hormônio suficiente para conduzir a glicose para dentro das células, deixando elas acumulada no sangue, causando vontade de urinar freqüentemente e sede.

– Diabetes tipo 2 : Os remédios mais usados nesse tipo, são os hipoglicemiantes orais podendo ser tomado sozinho ou acompanhados de outros medicamentos que ajudam a controlar o açúcar no sangue.

LEIA TAMBÉM:👉 Tipos de Diabetes: Conheça-os e suas Principais Divergências

Comentários finais

Agora que você já esta por dentro de tudo sobre a insulina alta e o seu papel no organismo, sobre o exame que é feito para medir a resistência a esse hormônio, a insulina basal e sobre os remédios para a diabetes, não deixe de ficar atento a sua saúde e manter sempre as suas visitas ao medico em dia, para prevenir essa e outras doenças.

Retinopatia Diabetica Principais Sintomas e Relação com essa Doença Crônica
3.2 (63.16%) 19 votes